Dica Técnica
Voltar
Instalação do disco de freio
Freios

Instalação do disco de freio

Confira orientações para a colocação correta do disco de freio

Preparo - Antes da instalação do disco de freio em veículos, é importante que o mecânico siga algumas instruções para eu não haja folga na instalação mostra como fazer o procedimento em etapas.

Limpeza - Limpe as faces de contato entre o disco de freio e o cubo da roda com uma lixa de ferro ou escova de aço para remover qualquer sinal de oxidação ou rebarbas. O acúmulo de resíduos nesse local pode provocar vibrações ou pulsações no pedal durante a frenagem. Lave os discos com desengraxante para remover a película protetora. Não deixe a pinça de freio pendurada pelo flexível. Prenda-a com um gancho resistente para evitar danos no flexível.

Cuidados - Examine as pinças quanto a vazamento, o funcionamento dos êmbolos e o deslizamento dos pinos - guia. Se identificar qualquer irregularidade substitua o(s) componente(s). Sempre que trocar os discos as pastilhas também devem ser substituídas e mantenha sempre as mãos limpas durante a instalação para não contaminar as pastilhas.

Torque - Mas atenção, o torque excessivo nos parafusos de roda pode provocar empenamento no conjunto cubo/disco/rolamento podendo resultar em trepidações ou pulsações no pedal durante a frenagem. O empeno máximo do conjunto disco/cubo/rolamento na linha leve não deve ser superior a 0.10 mm. Se estiver acima dessa medida remova o disco e coloque a ponta do relógio comparador na borda do cubo. Gire o cubo vagarosamente e faça a leitura. Se for maior que 0,04mm pode ser que o cubo esteja empenado ou os rolamentos com folga excessiva. Faça as substituições necessárias para a correção do problema antes de instalar os novos discos de freio.

Alerta - Folgas entre os componentes da direção e suspensão como os terminais axiais podem provocar vibrações ou golpes no volante durante frenagens induzindo o reparador a um diagnóstico incorreto de disco empenado. Após a substituição das pastilhas e discos os freios não devem ser solicitados bruscamente (exceto em emergências) durante os primeiros 400 km. Essa quilometragem é  necessária para permitir o assentamento do material de atrito.