}

Dica Técnica

Voltar
Suspensão Linha Leve – Fique de olho no posicionamento correto das peças
Suspensão e Direção

Suspensão Linha Leve – Fique de olho no posicionamento correto das peças

A equipe Nakata acumula décadas de experiência em suspensão e conhece milhares de oficinas pelo Brasil. Desde os primeiros carros nacionais até os recém-lançados, sempre existem problemas de posicionamento que podem comprometer o serviço, e até colocar os clientes em perigo.
 
Sempre preste muita atenção ao montar os componentes de suspensão. Em vários modelos, existem amortecedores e molas para a direita e esquerda, suportes com chanfros ou setas, furos e pinos localizadores, rolamentos das torres com lado de montagem, pivôs com ângulos certos, aplicação de silicone, entre outros detalhes.
 
É MUITO FÁCIL ERRAR: O pior é que, na maioria dos casos, é possível instalar as peças fora de posição. A maioria dos erros só costuma aparecer quando a suspensão passa a fazer barulhos, os amortecedores começam a vazar, ou surgem desgastes irregulares nos pneus. Para não cair nessas “armadilhas”, o ideal é seguir o manual de serviços. 
 
 Veja algumas dicas importantes de instalação.
 
  • Corsa antigo, Celta e Prisma: Na suspensão dianteira do Corsa antigo, do Celta e do primeiro Prisma, fique atento ao prato superior da mola. Essa peça tem um furo que deve ficar virado para o lado do motor. 
     
  • Monza: O Monza usa um sistema parecido e ainda tem um outro posicionamento: deixa a parte reta do prato do coxim sempre virada para o para-lama.
     
  • Atenção no Citroën C3: Na hora de montar os novos componentes, também fique atento à presença de furos na carroceria e localizadores nas peças. O Citröen C3 tem duas aberturas em cada torre dianteira, mas o pino metálico do coxim superior do amortecedor precisa ficar dentro do buraco próximo ao para-lama, em ambos os lados.
     
  • Novo Corsa, Agile, Astra e Kadett: Nesses modelos e em todos os seus derivados, é necessário posicionar corretamente o localizador da mola helicoidal dianteira. Na peça, existem dois ressaltos que formam um “U”. Essa marcação precisa estar alinhada com a ponta inferior da mola, em que o início do elo encosta no prato do amortecedor.
     
  • A família do primeiro Palio: A primeira geração do Palio e sua família (Siena, Weekend e Strada) contam com um detalhe importante: o ressalto no coxim superior do amortecedor dianteiro. Nas versões com direção hidráulica, coloque esse indicador voltado para frente. Se o sistema for mecânico, monte ao contrário, com ele posicionado para trás.
     
  • As setas do Honda Civic: Os modelos da oitava e nona gerações do Civic (fabricados entre 2006 e 2016) trazem uma seta gravada no coxim superior do amortecedor dianteiro. Essa marca deve sempre apontar para a frente. Outros veículos, como o antigo Santana, usam sinalizações parecidas na suspensão traseira.
  
NUNCA TENTE IMPROVISAR:  Se você não tiver o manual de oficina de um modelo e ficar na dúvida, não improvise tirando fotos com o celular do sistema montado para usar como referência. E se o veículo foi parar na oficina por causa de uma manutenção errada? O correto é conhecer as instruções do fabricante, ou consultar os especialistas da Nakata.